Constelação Familiar Sistêmica

Como entender a Constelação Familiar?

Relacionamento, dar e tomar

Particpante: Eu também me reconheço assim: dou muito amor e sinto muita dificuldade em aceitar alguma coisa. Desejo chegar ao prado verde e também tenho medo disso.

Hellinger: Quem toma é humilde. Precisa conter-se e abrir mão de um pouco de sua força. Então pode receber do outro, não antes. Mas também recebe força e, a partir dela, retribui. Isso envolve modéstia. Na relação do casal, o homem tem algo que falta à mulher e a mulher tem algo que falta ao homem. Eles se equivalem, tanto na capacidade de dar quanto na de receber. Nesse nível, são plenamente equivalentes. Do mesmo modo como essa equivalência está claramente estabelecida nesse nível, assim também deve funcionar nos demais níveis. Quando num relacionamento, um parceiro dá mais e recebe menos que o outro, o relacionamento fracassa. Portanto, na terapia de casal, a primeira medida é descobrir quem dá mais e quem recebe mais, e então reequilibrar o dar e o tomar. Nesse assunto, cada um sabe de imediato se dá mais ou recebe mais.

Participante: Tenho a fantasia de que então fico totalmente exposto ao outro..

Hellinger: Isso é o medo. Pois você precisa confiar no outro. Daí resulta também que só devo dar ao outro na medida em que ele possa ou queira retribuir. Se ultrapasso essa medida, ele tem que ir embora. Não devo dar-lhe mais do que ele queira ou possa retribuir. Com isso se estabelece, de antemão, um limite para o dar.

Não existe troca ilimitada na RELAÇÃO DE CASAL

Hellinger: Cada relação começa com a necessidade de renunciar a alguma coisa, porque a medida do dar e do tomar é limitada. Isso vale para qualquer relação. Algumas pessoas buscam uma relação onde a troca seja ilimitada, mas tal relação não existe. Quem abandona essa ilusão expõe-se a uma relação modesta que entretanto, justamente por ser modesta, será também feliz.

Você sabe o melhor caminho para lidar com o tomar e o dar numa relação de casal? É fazer pedidos concretos. Portanto, não dizer: “Por favor, me ame mais”, pois não é concreto, mas sim: “Por favor, fique mais meia hora e converse comigo.” Então, passada a meia hora, o outro sabe que satisfez o seu pedido. Porém, se você disser: “Fique comigo para sempre”, ele nunca saberá quando terá satisfeito o seu pedido e se sente excessivamente exigido. São conselhos simples e modestos. Ordens do Amor, p.192

O Guerreiro sabe esperar – Como e Quando? – Hellinger: Isso você vai perceber imediatamente, quando chegar o momento. Mesmo quando sabemos qual é a decisão correta, é preciso deixar primeiro que as forças se concentrem para a execução. Participante: Sinto grande dificuldade em esperar. Hellinger: Você realmente não é um guerreiro. Eles fazem isso. Durante a guerra, quando acontecia um ataque, era necessário esperar que o inimigo chegasse a uma distância de cinquenta metros. Isso é muito difícil. Justamente. É mais fácil atirar quando ele ainda está a um quilômetro. Mas, como que resultado? Ordens do Amor, p. 180

 


Atendimento Online com Bonecos

Textos/Estudos da Isabela

Youtube

Whatsapp

Instagram

Mini-curso Gratuito|10x Mais Resultados com a sua Constelação Familiar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 17 de outubro de 2016 por em CASAL, Equilíbrio Dar e Receber, Sem categoria e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , .
%d blogueiros gostam disto: