Constelação Familiar Sistêmica

Como entender a Constelação Familiar?

A espera

A espera está direcionada ao futuro, uma expectativa, seja por algo bom ou por algo ruim.

Por isso a espera é tanto alegre quanto ansiosa ou amedrontada e, quando somos maduros, é serena.

Assim a espera é às vezes irrequieta, dispersiva ou nervosa. Às vezes é apática, torturante ou infinita. Às vezes é concentrada, recolhida e preparada.

A espera pode nos preparar para aquilo que virá, principalmente a espera concentrada.

Prepara-nos para aquilo que necessita de ação e forças despertas.

Porém a espera também pode vir a ser um substituto para ação quando, na espera pela felicidade futura, deixamos de fazer o possível ou o necessário mais imediato.

Quem não semeia em tempo hábil não consegue colher, e quem não constrói uma base, depois não edifica uma casa. Essa espera é inútil.

A espera pode paralisar, sobretudo, o temor de que algo possa acontecer.

Muitos temem que possam contrair uma doença, por exemplo, câncer. Então é como se esperassem pela doença e quando ela chega ficam aliviados.

Nesse caso poderíamos, também, ao invés de temer qualquer futuro possível, aceitá-lo desde já no nosso íntimo caso mais tarde realmente venha acontecer. Isso também alivia.

Dessa maneira antecipamos, por assim dizer, o alívio sem que algo aconteça E, então, estamos novamente livres para o presente.

Pessoas doentes ou infelizes esperam que a doença ou a infelicidade passe. Anseiam pelo término da doença ou do sofrimento. Isso também pode paralisar quando anseiam pelo fim sem percorrer passo a passo o caminho até lá.

Apenas durante o caminho para esse destino é que uma doença ou um sofrimento pode desenvolver sua ação curadora, purificadora, corretiva ou uma ação que aprofunda – todas necessárias a alma.

Às vezes pessoas idosas somente esperam a morte. Pode ser uma espera apática, pois as forças não são mais suficientes para outras coisas.

Essa espera, então, já é o início do morrer.

Todavia quando as forças mentais ainda o permitem podem servir de preparação, de finalização daquilo que ainda está pendente e incompleto, uma última concentração e o último “colocar em ordem”.

Essa espera se transforma em derradeira entrega ao desconhecido que espera por nós após a vida.

OA p. 69


Atendimento Online com Bonecos

Textos/Estudos da Isabela

Youtube

Whatsapp

Instagram

Mini-curso Gratuito|10x Mais Resultados com a sua Constelação Familiar

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 27 de junho de 2018 por em Consciência, Consciência, Liberdade, Sucesso.
%d blogueiros gostam disto: