Constelação Familiar Sistêmica

Como entender a Constelação Familiar?

A CURA COMO DÁDIVA

Muitos clientes têm interesse em uma cura rápida e transferem o resultado para algo externo, por exemplo, encontrar um terapeuta ou um médico que os cure.

Eles transferem a responsabilidade da cura a alguém que está fora. E alguns que vêm para um curso, para aprender algo, fazem o aprendizado dependente de sentar-se na primeira fila.

Aqueles que fazem o seu aprendizado dependente disso, aprendem menos.

E os clientes que esperam a sua cura do terapeuta, de que ele, por assim dizer, faça isso para ele têm a menor chance de cura.

Cura é uma dádiva. Onde ela dá certo ou onde o alívio é alcançado, é uma dádiva. Onde ela dá certo é, tanto para o cliente quanto também para o terapeuta, como um milagre que não se tem na mão.

Em certos tipos de psicoterapia, pode-se planejar com exatidão como, por exemplo, na terapia comportamental. Lá se trata preponderantemente de sintomas, fobias, etc.

Mas, onde se trata dos grandes destinos, de vida ou morte ou de emaranhamentos e culpa, aí não se pode ir de acordo com um plano. Não se pode, tão pouco, alcançar o resultado procedendo de acordo com um padrão.

Aqui, onde a cura e solução tem êxito, existem forças em ação que vão além do individual. Sujeitamo-nos a essas forças.

O mesmo é válido para a compreensão. Ela não é dependente da primeira fila. Quando vem, é uma dádiva. Quem se retrai, portanto, que não faz com que isso dependa de tais superficialidades tem a maior chance para a compreensão, para a compreensão profunda.

Bert Hellinger


Atendimento Online com Bonecos

Textos/Estudos da Isabela

Youtube

Whatsapp

Instagram

Mini-curso Gratuito|10x Mais Resultados com a sua Constelação Familiar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 23 de outubro de 2019 por em Fenomenologia, O Método, Sem categoria, Sucesso.
%d blogueiros gostam disto: